Marília Calderón é compositora e cantadora. Formou-se em Antropologia (FFLCH-USP) e Artes Cênicas (Indac). De 2013 a 2016, integrou como cantora e compositora o grupo Teko Porã, com o qual se apresentou em espaços públicos, SESCs e Centros Culturais da cidade de São Paulo e com o qual lançou o EP Teko Porã (2015). Atuou, compôs e apresentou ao vivo a trilha sonora da peça A terceira margem, da Companhia Nó Górdio de Teatro (2015). Em 2013, participou, como cantora, da gravação do disco Canções para enfrentar tormentas, tempestades e garoa, de Michel de Moura e Projeto da Mata. Foi integrante do Núcleo Anatol, junto à Companhia do Latão, compondo a trilha sonora do espetáculo de criação coletiva Buraco filosófico e atuando na montagem de Revolução na América do Sul, de Augusto Boal (2012). Trabalhou na Companhia de Teatro Articularte, atuando em diversos espetáculos de criação coletiva inspirados na cultura tradicional brasileira (2011-2013), como Trenzinho Villa LobosA cuca fofa de Tarsila e João cabeça de feijão. Participou do projeto Outras Noites, no qual apresentou canções autorais e interpretou músicas da “Era dos festivais” (2011).

Algumas de suas letras e poesias podem ser encontradas no blog [mudanaomudo.blogspot.com.br].

Walter Garcia é compositor e violonista. No teatro, foi diretor musical da Companhia do Latão (1997-2004) e da Companhia do Feijão (1999-2001). Produziu o CD Canções de cena para a Companhia do Latão (2004). Tem composições em parceria com Lincoln Antonio gravadas por Ney Mesquita, Juçara Marçal e Kiko Dinucci, Ana Lee, Marcelo Pretto e Swami Jr. Lançou o CD autoral Foi gol mas o juiz não viu (1997). Foi professor da PUC-SP (2000-2010) e atualmente é professor da área de Música do Instituto de Estudos Brasileiros da USP. É autor dos livros Melancolias, mercadorias (Ateliê Editorial, 2013) e Bim Bom: a contradição sem conflitos de João Gilberto (Paz e Terra, 1999). Também é autor de vários artigos sobre canção popular brasileira, dentre os quais, “Notas sobre ‘Cálice’” (Música Popular em Revista, 2014), “Elementos para a crítica da estética do Racionais MC’s” (Ideias, 2013), e “Apontamentos sobre uma canção para teatro: ‘Funeral de um lavrador’” (Literatura e Sociedade, 2011). É organizador do livro João Gilberto (Cosac Naify, 2012).